Posso me apresentar?

Que bom te ver por aqui. Seja muito bem-vinda(o)!

Quem sou eu na fila do pão?

Me chamo Vanessa, estudo Design de Interiores e sou minimalista há quase dez anos, talvez mais. Comecei antes mesmo de saber que existia um nome para tal. As pessoas me identificaram como minimalista antes mesmo de eu me pronunciar. Claro que os primeiros aspectos usados para me associar ao minimalismo foram as roupas sóbrias e quase sempre neutras, os poucos ou nenhum acessório, meu estilo na hora de criar, meu gosto ao apreciar arquitetura, arte e design, e tudo o que as pessoas podem ver e rotular. O que é muito natural e não me incomoda nem um pouco. Ao contrário!

Minha vida nunca se tratou de passar uma imagem e sim de manter apenas o que significa algo para mim, quem eu gosto, o que considero importante e o que eu realmente preciso. Só dei um nome ao que eu sempre vivi quando comecei a estudar sobre minimalismo, comparar minha vida à da maioria das pessoas e quando passei a ser citada como referência no assunto por amigas, pessoas próximas e nas redes sociais.

Por que criei esse blog?

Minha mensagem e meu objetivo com esse blog é mostrar que o minimalismo vai muito além da aparência. Não se trata apenas de um design enxuto, cores claras e poucos objetos. Seria uma pobre concepção limitá-lo ao visual. Também se engana quem acha que minimalismo se trata de não ter nada, não comprar nada, não gastar com nada, usar camiseta branca e jeans sete dias por semana e morar num quadrado todo branco.

Na verdade, o que aparentamos ao nos vestir, ao criar ou a forma como escolhemos dispor nossa casa é apenas um reflexo do que acreditamos, de como vivemos, do que precisamos, de como percebemos o mundo e do que nos traz alegria e satisfação. Além disso, somos todos singulares e podemos passar imagens diferentes e ainda sim viver como completos minimalistas.

Aqui vou abordar o minimalismo sob vários prismas como design, moda, arquitetura, arte, organização do lar, finanças, administração do tempo, sustentabilidade, acessibilidade e etc. 

O que o minimalismo tem a ver com você?

O minimalismo pode (e deve) ter diferentes nuances para cada indivíduo, não há regras. O objetivo do minimalismo é uma vida mais feliz e felicidade é um conceito subjetivo. Uma vida com significado! Nos últimos anos tenho notado um crescente interesse por esse estilo de vida. Pois há muitas pessoas com a casa sem espaço, a agenda cheia, a vida conturbada, o guarda-roupas lotado, o celular gritando e uma sensação de vazio que só aumenta. E esse vazio cresce proporcionalmente à falta de tempo e escassez de grana. 

Não existe fórmula mágica ou modelo pronto!

Aqui vou te apresentar uma receita completa que dá certo na minha vida e você usa apenas os ingredientes que melhor se adaptam à sua realidade. Lembre-se: não há regras! O importante é aumentar seu bem-estar e viver com uma sensação de verdadeira felicidade.

Leve daqui o que te trouxer alegria!

20190302_081845
Conte comigo,

Vanessa Galvão